Quem sou eu

Minha foto
Miradouro, Minas Gerais, Brazil

As Minhas 15 Mais

30 de setembro de 2010

1ª cidade de Minas Gerais com internet aberta e inteiramente grátis na zona urbana e rural.


Miradouro abre as portas para a tecnologia...
Os novos desafios da globalização e da tecnologia nos levaram à implantação do Projeto Rimando com a Internet Rural, este é o Segundo ano do Projeto, totalmente inovador em toda região e pioneiro em Minas Gerais! Internet gratuita para toda zona rural!
 A 1ª fase da implantação rural do Projeto visa atender aos produtores da agricultura familiar e aos jovens do campo que merecem ter acesso aos avanços da modernidade, proporcionando a estes o direito de permanecer na zona rural com qualidade de vida.
Utilizamos a fibra óptica no Povoado de Varginha o que possibilita oferecer a internet aberta para todos que desejarem o acesso, inteiramente grátis. Uma das nossas prioridades é proporcionar conhecimento e entretenimento para os jovens do campo, a fim de diminuir o êxodo rural, expandir o Projeto Ouro Branco para todo o país e fomentar o turismo local.
A Internet é liberada e inteiramente grátis, também, dentro da cidade. O Projeto Rimando com a Internet está sempre aprimorando a sua qualidade para atender ainda melhor toda a nossa população.
            Inovação e ousadia são características da nossa administração!

27 de setembro de 2010

Casuísmo plural


                 Nasceram agora ou todos são apenas herdeiros do imperialismo que, ainda, reside em seu interior?

            O fato é que um episódio execrável, mais uma vez, aconteceu na receita federal. O que não é novidade! O atropelo constante do cidadão com a quebra de seu sigilo, infelizmente, já vem acontecendo há algum tempo no Brasil. Isso nos envergonha! O povo espera que tais práticas tenham fim, porque não as consideramos normais e não nos acostumamos com isso. Atitude de mau gosto! Mais preocupante, é o casuísmo eleitoreiro de tal fato, pois tentam usá-lo, unicamente, para atingir o adversário, é como se alguém testasse nossa inteligência.
            Não podemos confundir essa tragédia ineficiente, de um sistema pouco eficaz, com as erupções vulcanizadas que emergem e tentam esconder os fatos, criando nessa altura dos acontecimentos uma censura de imprensa. Além de ser um estrelismo multicolorido, nos dá a impressão de que os encastelados pensam em ser feitores.
            Ora, vejam... O povo brasileiro lutou e conquistou sua liberdade! Nossa liberdade não tem preço, não tem nome e não tem, apenas, um rosto. Ela possui uma única proposta de sentir o que queremos, de falar o que sabemos, de sonhar e desejar os horizontes...
            Homens e mulheres lutaram e morreram por essa liberdade! Somos nós remanescentes e herdeiros dessa luta, a rigor, não aceitamos sermos mantidos encurralados, por sombras que navegam no poder, devemos nos unir na defesa da constituição e das instituições democráticas.

23 de setembro de 2010

Bizâncio ainda vive


           Historicamente, as mudanças econômicas, comerciais e políticas traçaram os caminhos de nossa civilização, faço um convite a você: Vamos fazer uma viagem rápida no tempo...
            O local é a Europa, a época é a Antiguidade Clássica, o momento político é o Império Romano.
            O Imperador Constantino, pressionado por várias invasões bárbaras, decidiu criar uma nova capital, na cidade de Bizâncio, bem próximo ao mar mediterrâneo, cidade que passaria a se chamar Constantinopla, em homenagem ao seu criador. Sua posição estratégica ligando o Mar Mediterrâneo à Ásia fazia com que ela fosse, indiscutivelmente, a maior rota comercial daqueles tempos.
            Constantinopla era parte de um coração pensante, com arquitetura grega, imensa muralha que resistiu a várias invasões. Uma de suas mais ricas construções merece destaque: Basílica de Santa Sofia, reconstruída pelo imperador Justiniano, que feliz e empolgado, com sua reconstrução disse, certa vez: “Salomão, eu te superei”!
            Forma-se então, ali, o Império Romano do Oriente, que passava ser chamado Império Bizantino, que resistiu até 1.453. Sua queda foi frente aos turcos otomanos, alguns historiadores chegaram à conclusão que esta data tão importante deveria marcar o fim da Idade Média.
            Diante da invasão dos turcos, intelectuais, poetas e cientistas migraram para outras regiões como Espanha, França e Inglaterra, dando origem ao movimento cultural chamado Renascimento.
            Portugal e Espanha, rapidamente, puseram a tirar vantagens de sua posição geográfica para oferecer novas opções de rotas comerciais, criando, inclusive, novas possibilidades de alcançar outras terras. Assim, o apogeu dessas nações passava a ser apenas uma questão de tempo. Alexandre, O Grande, disse certa vez: “Lembre-se que da conduta de cada um, depende o destino de todos”!
            De fato, a história tem seus requintes. Hoje, a cidade de Constantinopla se chama Istambul e é a capital da Turquia, não é, nem de longe, o centro comercial pulsante que foi no passado, a Europa com seu mercado comum, coberta por uma flâmula do neo-capitalismo, possui a Grécia e Portugal falidos e a Espanha sua próxima vitima, com 45 milhões de habitantes e uma taxa absurda de 20% de desempregados.
            Nesse novo panorama comercial avesso ao passado surge o que podemos chamar: Globalização Reversa, práticas comerciais que atingem um novo nicho de mercado dos países emergentes como Brasil, Índia e China, que possuem uma economia aberta, sem subsídios, uma cultura inesperada ,que desperta curiosidade do mundo. Quem sabe com otimismo, uma Bizâncio contemporânea, que continue viva  na arte, na ciência, na poesia e na liberdade de criar...
            Diante da crise de 2009, tais países ressurgiram com mais força, enfrentaram o desafio, investindo em infraestrutura, trazendo mais segurança para investimentos internacionais.
            Entretanto, surge, entre nós, um inesperado despertar... A ousadia de alguns que possam pensar, em cercear a liberdade de imprensa, tolhendo a população de tirar suas conclusões diante dos fatos. Tal iniciativa, além de arriscada, poderá comprometer as instituições democráticas, provocando desconfiança dos investidores internacionais.
            Façamos juntos, uma reflexão: É necessária uma luta continua pela liberdade, para que os princípios bizantinos possam continuar a florescer!

15 de setembro de 2010

O surrealismo atual


O impressionismo que trouxe ao mundo a descoberta do invisível, não encantou Freud. Os artistas surrealistas eram considerados homens em pânico.
Freud possuía uma visão de futuro, com pensamentos avançados, mas, paradoxalmente, seus conceitos eram reacionários em relação à arte.
 O homem do presente e do futuro, apaixonado com a arte Romana e Alexandrina, se fortaleceu e revelou o peso histórico da antiguidade clássica ao mundo.
Amante da arquitetura clássica e apaixonado por suas estátuas, disse certa vez: “O psicanalista é como um arqueólogo que deve descobrir uma camada pós outra ,da mente do paciente, antes de alcançar os tesouros mais profundos e valiosos”. Nada mais pode surpreender a história; ela se repete!
A Casa Civil do governo parece um quadro surrealista, que ousa intensamente testar nossa paciência. Os escândalos sucessivos e a blindagem rápida feita pelo governo nos deixam temerosos. É a arte de artistas que conspiram contra nossas melhores intenções. Entretanto, uma esperança ainda reina vinda da arqueologia, arqueólogos, ancestrais, das camadas mais profundas da história, que em cujos momentos atraídos pela importância dos diálogos póstumos, estabilizam nossas ideias, mostrando que tudo é normal.
Mas, não é...
Homens e mulheres, náufragos que foram, sempre, em qualquer momento da história, ressurgiram diante do imprevisível, pois, no universo da mente humana repousam os valiosos tesouros: Democracia e Liberdade!     

10 de setembro de 2010

Entrevista Radio Muriaé dia 09/09/2010




video

    Entrevista concedida para a Rádio Muriaé no último dia 09, apresentando uma prestação de contas dos projetos desenvolvidos  em Miradouro, com o objetivo de prestar informações de tudo que está acontecendo em todo o município... Click no link abaixo e ouça a entrevista na íntegra.

Entrevista Radio Muriaé dia 09/09/2010

9 de setembro de 2010

Juventude sábia

    Certo dia, estava voltando da academia quando encontrei um grande amigo, que acabara de completar 70 anos, ele me cumprimentou com um sorriso no rosto, nada esquecido. Numa troca de poucas palavras, sabiamente, ele me disse com alegria, que o tempo é a melhor faculdade, assim como dizia Juscelino Kubitschek. Ele seguiu seu caminho e fiquei pensando...
   A busca pela juventude é uma constante na história do homem, a geração de filhos ou herdeiros pode ser caracterizada pelo desejo da vida eterna, uma forma de dar continuidade à própria vida.
   O rejuvenescimento da região dos olhos é muito importante para manter a juventude do rosto e para isso temos, no momento, algumas novas estratégias que ganham importância nas práticas dos cirurgiões plásticos. A que está mais na moda é chamada de Blefaroplastia, em cujo procedimento as bolsas de gorduras, abaixo dos olhos, são retiradas, deixando de fato o rosto com aspecto jovial.
    É interessante buscar os recursos para manter a autoestima, e isso tem sido uma constante adotada por muitos. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas, em 2008, as cirurgias de pálpebras representaram 9% (nove por cento) das cirurgias plásticas.
   A medicina consegue mais avanços para que você se beneficie...
   Faça tudo aquilo que te faz feliz!!!

2 de setembro de 2010

Novo Pacto Federativo, a saída mais justa para os municípios.


Imagine você...
Que os gestores municipais enfrentam nesse ano, talvez o maior estrangulamento do orçamento dos últimos tempos. O salário mínimo subiu de R$ 415,00 em 2008 para R$ 515,00 em 2010, um aumento que corresponde 22 %. Além disso, outras obrigações foram impostas aos municípios como o piso nacional do magistério, dentre outros.
O Fundo de Participação que os municípios recebem é, praticamente, o mesmo de 2008... Que Federação é essa que não respeita seus entes federados? Os comprime, os impele, evitando que os municípios possam desenvolver suas políticas públicas. Tolher a iniciativa de gestores municipais é dizer não à vontade popular daqueles que por respeito à democracia os elegeram.
Pense nisso!